Alimente sua alma. Inspire Sonhos!
Telefone
At The Very End of Everything de Eric Taylor Escudero é revisitada por Adam Naylor

At The End Of Everything é a quarta canção do meu álbum de estreia We Were Young and It Was Morning, e para comemorar dois anos do lançamento desse trabalho convidei alguns músicos de diferentes partes do mundo para fazerem suas próprias releituras das canções. At The Very End Of Everything está disponível para download gratuito, assim como as versões anteriores.   

Conheci Adam Naylor em um curso sobre composição musical em Inverness, Escócia. Adam tem um estilo musical muito particular, com arranjos e estilo vocal bastante característicos. O forte sotaque de Edimburgo fica claro e, aliado ao arranjo basicamente acústico, empresta cores de diversos matizes para a canção.  

A primeira vez que ouvi essa versão fiquei positivamente surpreso com a sua simplicidade, como se tudo o que houvesse de supérfluo desaparecesse, mantendo apenas a essência de uma bela canção.

Segue abaixo o depoimento de Adam Naylor sobre a minha composição e a sua versão de At The Very End Of Everything: 

“Essa música é uma das minhas preferidas e faz parte de um ótimo álbum. Abordar o fim do mundo em uma canção é uma ideia muito interessante, mas Eric consegue fazer isso de uma maneira na qual você não tem tanta certeza se o tópico é tão simples assim. Poderia ser perfeitamente sobre o fim de um relacionamento ou de uma longa busca. Eu sempre gostei de versões em que podemos atribuir diferentes significados.  

Minha versão é um pouco mais minimalista. Eu aumentei um pouco a velocidade, mudei alguns versos de lugar e adicionei alguns vocais sobrepostos em uma tentativa de ampliar ainda mais o mistério da canção.” 

Ouça e baixe as versões de At The Very End of Everything:  

Versão original:

 

Adicionar Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *